Duelos de Ascanio d'ella Corgna

Atualizado: 23 de ago. de 2019

Cruzei com esse texto interessantíssimo e decidi traduzir e publicar no nosso blog.

Aprecie.





"Existe uma conexão na [tradição] bolonhesa, porque (com 19 anos) em 1525 Ascanio foi recrutado para o exército de Bolonha por Guido Rangoni - quem Marozzo diz ter sido estudante de seu próprio mestre, Guido Antonio de Luca, a quem Marozzo dedica seu tratado (publicado em 1536). Ascanio foi primeiro alferes [porta-estandarte], depois se tornou capitão com 200 tropas sob seu comando; ele perdeu um olho em uma luta com lança contra os espanhóis.


Devido a algumas complicações, depois de ter sido feito prisioneiro e então solto, ele foi (talvez inadvertidamente) preso de novo pelo seu ex-general Conte Ugo Carpegna.

Isso deixou Ascanio bravo e ele desafiou Carpegna para um duelo, ele lutou com uma espada e uma espada com metade do comprimento (descrita como uma spada corta ou mezza-spada) em Bolhonha, em Piazza, em frente a uma multidão.


Aparentemente Ascanio foi ferido, mas em seguida foi bem-sucedido em dar uma estocada grava no peito de Carpegna com sua espada e no flanco com sua espada curta.


Carpegna não conseguia mais segurar sua espada e mal conseguia se defender com sua espada curta. Está registrado que os padrinhos pediram a Ascanio (provavelmente implorado) se ele estava satisfeito, mas ele disse não, até que Carpegna pedisse misericórdia (grazia).


Os padrinhos insistiram que pedir por misericórdia seria muito humilhante e que Carpegna devia pedir, em vez disso, perdão, o qual Ascanio aceitou, mas só depois de Carpegna pedir duas vezes, a segunda vez alto suficiente para que todos ouvissem.


O segundo duelo de Ascanio, o que está representado, "o duelo do século" foi lutado em 1546 em Pitigliano na Toscana contra Giovanni Taddei - que aparentemente vencera um duelo, com Ascanio como seu padrinho.


Mas taddei era um militar subordinado a Ascanio e aparentemente ele o insultou e se recusou a seguir suas ordens.


Novamente, eles lutaram com uma espada e uma espada curta. Está registrado que ambos lutaram bravamente, embora Ascanio tenha logo estocado Taddei duas vezes no braço. Taddei continuou lutando, até que ele levou uma terceira estocada no peito e caiu morto.


Em 1561 Ascanio foi feito Cavaleiro da Ordem de Santo Stefano (a qual anos mais tarde Nicoletto Giganti se tornaria mestre de armas) e participou dos cercos de Malta em 1565 e da batalha de Lepanti em 1571, mas depois teve uma febre no seu caminho de volta a Italia, e logo em seguida morreu em Roma, aos 55 anos."


http://www.ascaniodellacorgna.it

95 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo