Os Três Ms da Excelência

Atualizado: 16 de mar.

Seguindo nossa discussão mais filosófica sobre arte marcial e esgrima histórica, hoje trago o conceito de excelência. Como parte de nossa jornada em busca da maestria, temos o aprimoramento técnico como premissa. Isto é, queremos atingir a excelência.





Atinge-se a excelência ao buscar fazer coisas simples com um alto nível de acurácia.

A ideia de buscar a "excelência pessoal" é ótima. Mas na prática, como fazer isso? Quando estamos praticando, o que devemos observar?


Eu tive um professor de kung-fu que dizia: "A prática leva à prática". Ótimo. Para eu me tornar bom basta praticar, ou seja, para que as técnicas venham com facilidade, basta praticar. Mas como eu avalio o que estou praticando, para saber se o que estou fazendo está correto ou não, ou se criarei vícios que precisarão ser corrigidos no futuro?


Abaixo segue um guia que usamos nas avaliações de exame na Praeliator, Esgrima Medieval. As três lentes com as quais pode-se utilizar tanto para corrigir quanto para aprimorar uma técnica são: Mecânica, Movimento e Marcialidade.


Mecânica

Definição: a biomecânica e fisicalidade de uma dada técnica.

Aprimoramento

  • Posição e Configuração: a arma e as partes do corpo estão alinhadas apropriadamente de forma a cumprir os objetivos da técnica?

  • Conexão com o chão e Equilíbrio: posicionamento dos pés e estabilidade.

  • Alinhamento: pés, joelhos, quadril, coluna, ombros, braços, punhos/mãos, arma. - Percorra as articulações em qualquer posição do chão para cima, ou da arma para baixo. - Olhe para a posição inicial e final de cada técnica. Percorra O Túnel.

  • Engajamento: os músculos certos estão contraídos ou relaxados.

Desafio

  • Baixe sua postura.

  • Aumente sua extensão.

  • Engaje seu corpo com maior potência (abdome, peitorais, costas).

  • Crie resistência (aumente sua capacidade de manter uma postura em particular sem cansar/tremer).


Movimento

Definição: Estrutura em movimento, coordenação e ordem de operação.

Aprimoramento

  • Ordem: mover a coisa certa primeiro. - Lembrar da ordem de George Silver (1599): "Espada, mão, corpo, pé".

  • Nitidez: passar por cada etapa do movimento durante todo o movimento.

  • Fluidez: mover de forma fluida, eficiente e com o alinhamento mecânico durante todo o movimento.

  • Mecânica do movimento: usar a musculatura correta, o membro correto e a parte correta da arma para gerar o movimento, ex: puxar a mão do pomo durante um corte, em vez de usar a mão do cabo para gerar alavanca.

  • Precisão no movimento: pisar exatamente onde você quer, alinhar a arma da melhor forma possível, buscar o melhor resultado com maior economia de movimento.

Desafio

  • Mais rápido: você consegue fazer a técnica mais rápido mantendo a mecânica e o movimento corretos?

  • Mais lento: você consegue fazer a ação mais lento, mantendo equilíbrio, conexão com o solo e movimento?

  • Potência: você consegue aplicar força e explosão enquanto mantém mecânica e movimento corretos?

Marcialidade

Definição: Alcançar o objetivo marcial, colocar a técnica em contexto, alinhar pensamento e posição corporal.

Aprimoramento

  • Relaxamento: usar os músculos certos na hora certa. Engajar, não tensionar.

  • Ação em contexto: mesmo em exercício solo, saiba o seu contexto.

  • Cobertura: ações ofensivas com qualidades defensivas.

Desafio

  • Manter a guarda durante a entrada e saída da ação.

  • Alinhar respiração com o esforço.

  • Adicionar complexidade: ações antes ou depois da técnica alvo.

  • Opções táticas: adicionar escolhas ao redor da ação alvo.

Incorporar os Três Ms na Sua Prática

Como instrutor, incorpore os três Ms nos objetivos de suas aulas. Para cada exercício que você apresentar, pense no que você procura na mecânica, movimento e marcialidade. Elabore uma versão fácil e uma mais desafiadora dos exercícios, para aumentar sua adaptabilidade aos diferentes alunos.


Como praticante, converse com seus colegas e instrutores sobre os Três Ms. Escolha uma categoria para focar e busque se desafiar nela. Grave um vídeo seu e então revise com essas qualidades em mente.


Lembre-se de que treinamento e aprendizado não são caminhos lineares, mas sim um mosaico com diversas peças interligadas. Sempre haverá um monte de coisas para melhorar, e trabalhar num quesito sempre revelará mais a ser trabalhado noutro. Aproveite o processo e não se abale se não alcançar a perfeição completa.


Excelência é uma questão de renovação, desafio, crescimento. Perfeição é questão de expectativa. Crie vacas, mas não crie expectativas. Busque pela excelência.


Bons treinos,

Vitor Souza

67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo